14 de agosto de 2021 yukatos

Conheça os esportistas dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2021 que também curtem games

Atletas como Douglas Souza, Kelvin Hoefler e Pâmela Rosa, se aventuram por Free Fire e League of Legends, e recebem apoio da torcida no mundo dos e-sports.

Ser campeão em um esporte não é nada fácil, imagine então para aqueles que também tentam se arriscar em outras modalidades, ainda mais quando elas estão no mundo dos games!

Mas acredite: é isso o que alguns atletas olímpicos fazem. Além de mandarem muito bem no esporte em que atuam como profissionais, eles têm se arriscado fortemente nos jogos online.

Atletas como Kelvin Hoefler (skate), Douglas Souza (vôlei), Pâmela Rosa (skate) e Rayssa Leal (skate), são nomes conhecidos nas Olimpíadas de Tóquio 2021. Nomes que não só arrebentam nas quadras e pistas, mas também dão um show nos jogos competitivos como Call of Duty, Warzone, Free Fire, Valorant, Fortnite e League of Legends.

E tem muitos jogos online que também dão uma força apoiando nossos atletas. Em uma entrevista para o jornal digital GZH, o skatista Kelvin Hoefler diz que utilizou o jogo como uma forma de compensar a falta de torcida no Ariake Urban Sports, arena que foi construída provisoriamente para receber a estreia do skate nas Olimpíadas, ciclismo BMX racing e freestyle.

— Eu jogo bastante Free Fire. Muita gente aleatória contra quem eu jogo me mandou mensagem. Ontem mesmo eu estava jogando e muita gente me mandou boa sorte. Outras pessoas me mandaram mensagem nas redes sociais para dizer que tinham jogado contra mim e estavam torcendo por mim. O jogo acabou ajudando a me fortalecer muito mais — finalizou. (Fonte: https://gauchazh.clicrbs.com.br).

O engajamento dos atletas no mundo dos jogos é tão grande que a própria conta oficial do jogo Free Fire parabenizou na conta do Twitter, fazendo menções a Kelvin e Rayssa Leal pelas vitórias no final de semana.


Kelvin Hoefler interage com conta oficial de Free Fire — Foto: Reprodução/Twitter

Kelvin Hoefler ainda trocou uma ideia com Lucio, vulgo “Cerol”, streamer e dono do time Fluxo, que além de o convidar para uma partida de Free Fire, também o chamou para um rolê de skate.


Cerol e Kelvin Hoefler conversam no Twitter — Foto: Reprodução/Twitter

Outra atleta entusiasta do jogo Free Fire é a skatista Pâmela Rosa, uma das favoritas na estreia da competição de skate na modalidade street, nas Olimpíadas de Tóquio 2021.

A atleta Pâmela revelou em uma live no Instagram da Confederação Brasileira de Skate (CBSK), que nos intervalos dos campeonatos ela se reúne com os amigos para jogar Free Fire, sendo um momento de diversão sem perder o foco na competição.

Mas não é só de Free Fire que a galera olímpica gosta, o atleta de vôlei Douglas Souza, que  também está disputando os jogos de Tóquio, fala sobre sua paixão por LoL.

O atleta deixa claro sua paixão por League of Legends e Valorant através do seu canal no YouTube como streamer dos jogos, ele acredita que o vôlei auxilia na evolução do seu desempenho como gamer, isso por conta de treinar reflexos e concentração nas quadras.

O camisa 14 da seleção de vôlei começou seu canal em agosto de 2020 como uma distração em meio a pandemia e cancelamento dos jogos e treinos. Douglas viu a oportunidade de focar mais nos games, ele já sendo consumidor desse cenário e também bastante ativo no mundo dos jogos online, iniciou sua jornada com os fãs de gameplayers e já possui 68,4 mil inscritos.


Douglas Souza – vídeo (Melhor Lux do Meu Bairro – League of Legends) – Foto: Reprodução/Youtube

E aí, curtiu o post?
Então fique por dentro que vem muito mais por aí!

Se você ainda não se inscreveu no e-Fest, fique atento: as inscrições vão até dia 16 de agosto.

Junte seus amigos, escolha seus jogos favoritos e participe!

Comment (1)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *